Endometriose afeta mais de 6 milhões de brasileiras | Famesp

Endometriose afeta mais de 6 milhões de brasileiras

Endometriose afeta mais de 6 milhões de brasileiras

A Endometriose é uma doença crônica inflamatória, que não tem cura e provoca muitas dores. Nestes casos, o que acontece é que a mucosa uterina – que deveria ser expelida durante a menstruação – migra no sentido oposto e cresce ao redor dos ovários ou na cavidade abdominal. Este fenômeno é chamado de Menstruação Retrógrada, teoria mais aceita sobre a causa da doença.

Existem casos mais leves e casos profundos da doença, e é importante ficar atenta aos sintomas. Conheça alguns fatores de risco:

  • Sedentarismo
  • Má alimentação
  • Estresse
  • Fatores hormonais
  • Fatores genéticos
  • Fatores imunológicos

Fique atenta aos sintomas. Caso se identifique com algum deles, procure seu médico!

  • Dismenorreia (cólicas menstruais)
  • Dispaneuria (dor na relação sexual)
  • Dor pélvica (durante o ciclo, após a relação sexual ou constante)
  • Disúria (dor e queimação ao urinar)
  • Infertilidade
  • Dor lombar

As consultas ginecológicas devem ser anuais e, caso sejam identificados possíveis sintomas de Endometriose, você deve realizar os exames de Ca 125, ultrassonografia transvaginal e ressonância magnética na pelve.

A Endometriose não tem cura. Porém, tem tratamento e, quanto mais cedo for o diagnóstico, mais fácil se torna o controle da doença e dos sintomas. Na maioria dos casos, anticoncepcionais ginecologicamente prescritos barram a ação do estrogênio e auxiliam neste tratamento. Também há tratamentos específicos, que simulam a ação da progesterona no controle do endométrio. Atividades físicas também ajudam porque fazem bem à saúde em geral e liberam substâncias que aliviam as dores.

Campanha de conscientização da Famesp

O curso de Biomedicina promoveu a Reunião Científica de Biomedicina para pesquisar e expor assuntos relacionados aos cuidados com a saúde. Foram abordadas doenças como a Endometriose, Doença de Crhon e Alzheimer, e também anatomia e histologia humana, realização de exames bioquímicos e a influência dos períodos de jejum nos exames.

 

Seja um Bacharel em Biomedicina

O curso de Biomedicina te possibilita atuar em diversas áreas da saúde, desde análises clínicas e toxicológicas a laboratórios de genética, clínicas de fertilização, indústria farmacêutica e alimentícia, diagnósticos por imagem, áreas de estética, bancos de sangue e órgãos públicos de saúde. Na Famesp você estuda microorganismos causadores de enfermidade, medicamentos, antídotos, análises clínicas e ainda mais assuntos relacionados.

Saiba mais sobre esta graduação.

Comentários

comentários