Institucional

Histórico de Implantação e Desenvolvimento da Instituição

A vocação global do Centro de Ensino Método está associada à sua razão de ser e de sua existência traduzida pela sua missão de “Oferecer, independentemente de espaço e tempo, a possibilidade de transformar pessoas por meio da participação ativa em seu desenvolvimento educacional, impulsionando a humanização em todos os processos e potencializando a visão permanente de qualidade com o uso de novas tecnologias”.

O Centro de Ensino Método iniciou suas atividades em 1990, em Santo André, ABC Paulista. A partir da extensa experiência na área de Instrumentação Cirúrgica, a atual mantenedora, Profa. Lígia Marini Lacrimanti, dispôs-se a organizar curso profissionalizante para pessoas que necessitavam melhorar suas perspectivas profissionais. Nascia, assim, o desejo de articular a educação, o trabalho e as práticas sociais. Houve desdobramento positivo da demanda e, em 1995, foi instituída oficialmente a Escola Método, instituição ofertante de Educação Profissional de Nível Básico com o compromisso de formar profissionais competentes e sensíveis no atendimento ao ser humano.

Consolidado em ensino profissionalizante, em 1999, transferiu-se para a Avenida Jabaquara, em São Paulo, em importante corredor hospitalar e de fácil acesso por meio do sistema metroviário e rodoviário. A fixação na Zona Sul da cidade foi motivada pela ausência de um centro de formação profissional na área da saúde nas localidades circunscritas.

A progressão institucional foi consagrada, a partir de então, por um atento olhar sobre as demandas comunitárias e correspondente integração em sua qualificação gestacional:

a)    Ainda em 1999, a instituição recebeu autorização da 16ª Diretoria de Ensino para o funcionamento do Curso Técnico em Radiologia Médica – Radiodiagnóstico.

b)    Em 2000, agregou o curso de Educação para Jovens e Adultos, com defasagem série-idade, atendendo à comunidade local.

c)    Em 2001, a escola implantou os cursos Técnicos em Análises Clínicas e Instrumentação Cirúrgica, após investimentos na montagem de dois laboratórios de Análises e uma sala cirúrgica.

d)    Em julho de 2003, para o atendimento da demanda local, foi autorizado o curso Técnico em Nutrição e Dietética; e em 2004, o curso Técnico em Estética e Cosmetologia.

e)    Foram abertos também diversos cursos de especialização de nível médio em Tomografia, Mamografia, Meio Ambiente e Hemoterapia.

f)     Em 2007, foi credenciada como Instituição de Ensino Superior por meio do Despacho do Ministro de 23/04/2007, DOU 24/04/2007, passando a ofertar os cursos de Licenciatura em Pedagogia, Tecnologia em Gastronomia e Tecnologia em Radiologia.

g)    Em 2008, iniciou oferta de cursos de pós-graduação Latu Sensu em conformidade com a Resolução 01/2007.

h)     Em julho de 2012, foi realizado o curso de aprimoramento em Medicina Nuclear na modalidade de Educação a Distância.

i)      Em 2012, os cursos de Tecnologia em Radiologia e Tecnologia em Gastronomia foram reconhecidos com conceitos 5 e 3, respectivamente.

j)    Em 2012, o curso de Gastronomia teve implementado 20% do seu curso em disciplinas EAD. Os cursos de Pedagogia e Radiologia começaram os 20% em EAD em 2013.

k)     Em maio de 2013, o curso de Licenciatura em Pedagogia foi reconhecido com conceito 3.

l)  No segundo semestre de 2013, a mantenedora Centro de Ensino Método assinou o Termo de Adesão ao PRONATEC, passando a ofertar cursos técnicos por este Projeto.

m)   No final 2013, a IES solicitou Credenciamento para cursos de Pós-Graduação na Modalidade a Distância, tendo a visita in loco em agosto de 2014.

n)    Em 2014, a mantenedora do Centro de Ensino Método assinou adesão ao PROUNI e FIES e começou a ofertar vagas para seus cursos superiores pelos Projetos a partir do 2º semestre de 2014.

o)    Em 2015, os cursos de Tecnologia em Estética e Bacharelado em Biomedicina foram autorizados com conceito 3.

p)   Dessa forma, em recente referência, a instituição conta com um elenco de doze cursos técnicos (Administração, Análises Clínicas,  Design de Interiores, Estética, Farmácia, Logística, Meio Ambiente, Nutrição, Radiologia, Recursos Humanos, Segurança do Trabalho e Veterinária), cinco cursos Superiores (Bacharelado em Biomedicina, Licenciatura em Pedagogia, Tecnologia em Estética, Tecnologia em Gastronomia, Tecnologia em Radiologia) e diversos cursos de Pós-Graduação, Especialização Técnica e de Aprimoramento.

A política diretiva propôs-se humanística, ao longo dos anos, por meio de programas e desenvolvimento de projetos e de ações educativas, altruísticas e solidárias.

Os planos da instituição não se restringiram somente a essas possibilidades e, ao longo dos anos, ultrapassaram essa fronteira e desdobraram-se em ações comunitárias: Gincana da Amizade e Sábado da Saúde. A primeira, a partir das contribuições da comunidade, mobiliza auxílio às seguintes instituições: AACC – Associação de Apoio à Criança com Câncer; Alivi – Aliança pela Vida; Gidev – Grupo de Integração dos Deficientes visuais; APAE – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Paulo; Projeto Criança AIDS; Fundação Criança de São Bernardo do Campo – Projeto Arco-Íris. O Sábado da Saúde, por sua vez, anualmente, presta serviços de orientação nutricional, tratamento estético, aferição de pressão e exames laboratoriais à comunidade.

Missão

“Oferecer, independentemente do espaço e tempo, a possibilidade de transformar pessoas por meio da participação ativa em seu desenvolvimento educacional, impulsionando a humanização em todos os processos e potencializando a visão permanente de qualidade com o uso de novas tecnologias.”

Inserção Regional

A metrópole de São Paulo, com intrincada rede de municípios agregados e vizinhos, estabelece a mais importante região metropolitana do país e o terceiro maior aglomerado urbano do mundo. A população, segundo dados do último Censo realizado (2010, com outro previsto para 2020) é de 19,8 milhões de habitantes, o que significa que aproximadamente um em cada 10 brasileiros mora na Grande São Paulo. A população estimada para 2012, nesta região metropolitana, é de 19,9 milhões e indica a possibilidade de manter a mesma estatística de 10 para 1 que a mantém como núcleo de intensa produção econômica, como as maiores megalópoles do mundo, com intensas modificações oriundas de sua massa populacional. A Tabela 1 esclarece a estrutura populacional urbana do Brasil e metrópoles correlatas. Já a Tabela 2 adianta a área de atuação da Famesp nesse complexo entorno.

Dentro da região metropolitana, a cidade de São Paulo possui um papel de destaque, uma vez que possui uma população de 11,2 dos 19,9 milhões de habitantes da região metropolitana. É a maior cidade da América do Sul e abriga aproximadamente 6% da população brasileira em um território de 1,5 km². Administra o terceiro maior orçamento do País, ultrapassado somente pelo orçamento Federal e do Estado. No âmbito da unidade federativa, para se estimar a extensão dessa escala de grandeza, a Federação dispõe de um valor de R$ 40,9 bilhões do orçamento federal de 2013, para a região Sudeste, repartido da seguinte forma: SP – R$ 12,3 bilhões; RJ – R$ 8,7 bilhões; ES – R$ 1,8 bilhão; MG – R$ 11,2 bilhões; e R$ 6,9 bilhões não atribuídos a nenhum Estado específico, mas para a região como um todo.

Embora rica, São Paulo contém muitos contrastes, gerados pela sua própria história de crescimento e pela transformação de sua atividade econômica cujo setor secundário capitaneado pela indústria cede, aos poucos, terreno para o setor terciário liderado pelo comércio e serviços. Do ponto de vista econômico, a cidade de São Paulo, segundo dados coletados pelo IBGE em 2009, representava 18,9% do PIB nacional e 56% do PIB paulista. Cumpre lembrar que a estimativa aqui estipula PIB de valor nominal, a partir de preços correntes. Há décadas, a região metropolitana de São Paulo continua sendo o polo fundamental de organização de uma imensa rede de serviços.

PIB Total de 2002 a 2009

Na região de inserção da Faculdade Método, dentro do contexto da cidade de São Paulo, conforme destacado na figura a seguir, encontraremos cinco subprefeituras em um entorno de onze bairros.

Este conglomerado urbano está distribuído da seguinte forma:

  • Subprefeitura da Sé: formada pelos bairros Bela Vista, Liberdade e Cambuci;
  • Subprefeitura de Vila Mariana: formada pelos bairros Moema, Vila Mariana e Saúde;
  • Subprefeitura do Ipiranga: formada pelos bairros Ipiranga, Cursino e Sacomã;
  • Subprefeitura de Santo Amaro: formada pelo bairro de Campo Belo, Campo Grande e Santo Amaro.
  • Subprefeitura do Jabaquara: formada pelo bairro do Jabaquara.

Ao considerar a distribuição de emprego formal por escolaridade, verifica-se, na área de influência da Faculdade Método de São Paulo, a seguinte distribuição percentual do quadro abaixo, que aponta dados sobre a formação escolar e as relações características de cada bairro e, assim, possibilita a análise de toda a demanda e contribuição potencial da Famesp nessas circunstâncias:

Quadro 1. Empregos Formais, exclusive Administração Pública, segundo Escolaridade      Município de São Paulo, Subprefeituras e Distritos Municipais 2010.

Anual de Informações Sociais em São Paulo

Fonte: Ministério do Trabalho e Emprego. Relação Anual de Informações Sociais – Rais. 

Nota: Esta tabela não inclui 190 estabelecimentos e 898.749 empregos da Administração Pública no Município de São Paulo, cujos dados não permitem tratamento especializado por Distritos Municipais.
No setor de serviços de São Paulo, destaca-se a área de Saúde com um número de 14.615 estabelecimentos entre hospitais, pronto-socorros e pronto-atendimento, segundo o Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. O contingente necessário para atender a esse sistema compreende a necessidade de suprir especialização e formação superior qualitativa na área, propósito contínuo da Famesp.

Descrição

A Famesp Método iniciou suas atividades em 1990 por meio de cursos profissionalizantes e depois de se tornar uma referência no ensino técnico, começou a oferecer também cursos de Graduação, Pós-Graduação, MBA, Especializações, Extensões, Aprimoramentos e Cursos na modalidade EAD (Ensino à distância).

  • Administração
  • Análises Clínicas
  • Design de Interiores
  • Estética
  • Farmácia
  • Logística
  • Nutrição e Dietética
  • Radiologia
  • Recursos Humanos
  • Segurança do Trabalho
  • Veterinária
  • Especialização em Mamografia
  • Especialização em Tomografia
  • Especialização em Hemoterapia
  • Especialização em Qualidade e Segurança Alimentar
  • Biomedicina
  • Estética
  • Gastronomia
  • Pedagogia
  • Radiologia
  • Educação
  • Saúde
  • Gastronomia
  • Nutrição
  • Veterinária
  • Forense
  • Marketing
  • Saúde
  • Radiologia
  • Segurança do Trabalho

Infraestrutura

Auditório

Laboratório de Informática

Biblioteca

Cantina

Recepção

Pátio

Central

Secretaria e Tesouraria

Telemarketing

CPA

A CPA – Comissão Própria de Avaliação da FAMESP tem como objetivo promover a produção de conhecimentos, entendimento dos sentidos do conjunto de atividades e finalidades cumpridas pela instituição, identificação das causas dos problemas e deficiências, aumento da consciência pedagógica e capacidade profissional do corpo docente, discente e técnico-administrativo, fortalecimento das relações de cooperação entre os diversos atores institucionais, vinculação da instituição com a comunidade e julgamento da relevância científica e social das atividades praticadas pela instituição.

Legislação

Para desenvolvimento das atividades de auto-avaliação institucional, a Comissão relacionará suas ações à:

  • LDB 9394/96
  • LEI 10.861 de 14 de abril de 2004
  • Roteiro de Auto-avaliação Institucional – SINAES – 2004
  • Diretrizes para a Avaliação das Instituições de Educação Superior – MEC / CONAES

Membros

  • Presidente
    • Olavo Egídio Alioto
  • Representante Técnico-Administrativo
    • Renata Occhiuto
  • Representante Docente Gastronomia
    • Rita de Cássia Soares
  • Representante Docente Pedagogia
    • Marcia Fernanda Antonio Fiore
  • Representante Docente Radiologia
    • Almir Inácio da Nóbrega
  • Representante dos Coordenadores
    • Danieli Albertini Gonçalves
  • Representante dos Docentes
    • Andrea Lourenço de Oliveira
  • Representante Sociedade Civil
    • Juliana Sayuri Dias Flauzino
  • Representante Discente
    • Maria Lusia dos Reis Teixeira Bordignom
    • Daniele Cristine S. Machado
    • Luis Carlos Conceição da Costa